Mais Colunistas

O que você achou do que leu na coluna? Comente

Fotos: Ricardo Lunge/ADR Blumenau

Autoridades do governo estadual, entre as quais o secretário de Educação, Eduardo Deschamps, o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional, Emerson Antunes, abriram oficialmente nesta quinta-feira o ano letivo da rede estadual em Blumenau

Na Escola de Educação Básica Doutor Max Tavares D' Amaral, no bairro Itoupava Norte, onde teve início as primeiras turmas do  ano com ensino médio em tempo integral, Deschamps destacou:

 – Vocês estão tendo um privilégio que muitos alunos não tiveram, pois aqui vocês serão incentivados para suas futuras profissões e receberão um auxílio maior nos estudos.

As aulas em tempo integral ocorrerão de segunda à sexta, entre 7h15 e 17h15 com uma hora de intervalo para o almoço. Os alunos também recebem alimentação no período da manhã e da tarde. Para avaliar a evolução de seu aprendizado, eles farão duas provas, uma no início do ano e outra no final.

Responsabilidade

O secretário de Educação de Santa Catarina também prestigiou o primeiro dia de aula do Colégio Policial Militar Feliciano Nunes Pires - Unidade Pedro II, inaugurado este ano em Blumenau. Lá disse que, além do conhecimento, os alunos também aprenderão a ter disciplina e responsabilidades. Estiveram na cerimônia ainda o prefeito Napoleão Bernardes, a secretária municipal de educação, vereadores e o comando da Polícia Militar no município.

Nos municípios de BlumenauGaspar, Ilhota, Luiz Alves e Pomerode, que fazem parte da abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional de Blumenau, mais de 31 mil alunos em 50 unidades escolares estarão iniciando o ano letivo estadual. Além dos alunos, a rede estadual conta em seu quadro com mais de 2,3 mil professores. No período de férias, de acordo com informações oficiais, 21 escolas receberam mais de R$ 4 milhões em investimentos.

Aparição

A presença de autoridades e lideranças políticas é praxe conhecida em eventos oficiais como o início do ano letivo, entre outros que envolvem grande impacto na vida da sociedade. Mas a despeito da intenção, da necessidade ou mesmo da legitimidade desta presença, já que as diferentes áreas da administração pública pertencem ao cidadão, não aos gestores que ele escolhe para representá-lo, o que vale mesmo são os projetos, as políticas de gestão, os investimentos e os resultados que eles apresentam em suas “aparições” públicas.

No caso das presenças e discursos desta quinta-feira, eles pelo menos foram acompanhados de iniciativas e ações concretas para melhorar a qualidade da educação. O ensino médio em tempo integral é um avanço consistente, não apenas por reforçar a carga de aprendizado, mas por manter o estudante no ambiente acadêmico. A qualidade deste ambiente, por outro lado, passa a ser um novo desafio, pois não adianta manter o estudante por mais tempo na escola se ela não estiver preparada para lidar com ele. Vale lembrar que, além de estudantes, são adolescentes explodindo de dúvidas, emoções e inquietações, que muitas vezes confundem até os pais na hora da educação.

Opção

A viabilização do colégio militar foi outra ação prática que conferiu um pouco mais de legitimidade aos protocolos oficiais e, muitas vezes, oportunistas que o cerimonial público organiza. Afinal, abre a oportunidade de ensino público com padrão e qualidade diferenciados, se não igual pelo menos mais próximo do padrão privado de ensino.  

Neste caso, vale observar que muita gente torce o nariz para a metodologia rígida da pedagogia militar, que exige do estudante, além de bom desempenho acadêmico, muita disciplina e respeito à hierarquia, conforme reza a cartilha da caserna. Outra parte sensível da sociedade, em contrapartida, não só apóia como comemora a chegada do ensino militar ao município. Trata-se de opção, como outra qualquer: quem não se sente à vontade para submeter o filho aos rígidos e exigentes padrões militares, tem outras opções de ensino público. Quem vê neste padrão rigoroso uma virtude, pode tentar uma vaga no sistema de acesso por sorteio, que dá chance igual a todos.

O que você achou do que leu na coluna? Comente

LEIA SUAS MENSAGENS NO "ZAP" SEM APARECER ONLINE
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017

Do GiroBusiness Digital/Band, com edição do   AeF  

O WhatsApp não tem a opção de ler mensagens secretamente quando o status – exibido no topo da conversa indicando que a pessoa está online – está habilitado. Neste modo, não é possível remover os checks de leitura.  Mas, pelo menos para usuários Android existe uma forma de conseguir essa proeza através do aplicativo Hidden Chat.

O app permite ler mensagens de forma secreta, exibindo  todos os recados novos, de amigos e grupos, em bolhas flutuantes na tela, de forma semelhante ao Facebook Messenger. Assim, é possível visualizar as mensagens sem aparecer como online no mensageiro. Veja este tutorial feito pelo site TechTudo com o passo a passo de como usar o aplicativo para ficar invisível no WhatsApp.

1 - Baixe o app Hidden Chat no celular. Em seguida, é necessário fazer alguns ajustes para instalar. Primeiro, na tela inicial, pressione “OK”. Você será levado para os ajustes de notificações do Android. Ative a chave ao lado de “ChatBubbles”.

2 - Confirme em “Permitir” para ativar as notificações e volte ao app do Hidden Chat. Certifique-se de que a chave ao lado de “Show bubble for WhatsApp” esteja ativada (em verde).

3 - Agora, toda vez que receber um recado no WhatsApp, seja de amigos ou grupos, surgirá uma bolha flutuante (que lembra o Messenger). Basta tocar sobre ela para abrir os recados. A desvantagem é que o Hidden Chat não exibe fotos nem vídeos, apenas mensagens de texto. Há o histórico breve da conversa que será exibido enquanto você não excluir a bolha da tela. A pessoa do outro lado não vai ver o status de online no mensageiro, nem saber que você já leu o recado.

4 - Para apagar o histórico breve do app Hidden Chat (a conversa permanece no WhatsApp), basta arrastar a bolha para o “X” na base da tela.

O que você achou do que leu na coluna? Comente

INFOFAIR RESGATA TRADIÇÃO BLUMENAUENSE EM EVENTOS DE INFORMÁTICA
Quinta-Feira, 11 de Setembro de 2014

Mesmo registrando visitação inferior à esperada, a primeira edição da Infofair Brasil Congresso e Feira Brasileira de Produtos e Serviços, Softwares, Tecnologias de Informação e Segurança Eletrônica, recebeu uma avaliação positiva por parte da empresa promotora, empresários, patrocinadores e entidades apoiadoras da feira. Na análise geral, Blumenau resgatou sua tradição na promoção de feiras de informática – hoje a única existente em Santa Catarina. Ao longo de quatro dias, 5.902 pessoas passaram pelo Setor 2 da Vila Germânica, onde ocorreu o evento.


O diretor da Via Ápia Eventos, que promoveu a feira, informa que uma pesquisa foi desenvolvida por instituto blumenauense


– Vamos aguardar os resultados que darão o norte para as próximas edições – observa Julio César de Oliveira.


Além do resgate de uma feira de tecnologia, o empresário destacou como positivo o alto nível dos conteúdos do congresso e da Semana de TI da Associação Empresarial de Blumenau (Acib), enalteceundo a importância do concurso Infoideias.


Vitrine


Na análise do diretor executivo da Acib, Charles Schwanke, que também dirige o Instituto Gene, incubadora de empresas de software de Blumenau, a Infofair é um evento importante para destacar as empresas de informática da cidade e da região. Lembrou também que é a única de Santa Catarina, servindo como vitrine para todas as empresas catarinenses do setor.


Schwanke salientou a satisfação dos expositores, após conversar com empresários do Gene e do Núcleo Web da Acib.  


– Todos fizeram bons contatos. A feira deu visibilidade às empresas – resumiu.


Os temas das palestras e o Infoideias também mereceram análise positiva por parte do dirigente, além do Museu da Informática que atraiu um grande número de visitantes.  


– Nossa torcida é para que a Infofair cresça e se consolide – finalizou.


Anel inteligente


O projeto "Atar Ring", desenvolvido pela empresa Atar Technologies, propondo que todos os seus dados pessoais (senhas, cartões de embarque em ônibus, etc.) estejam armazenados em num anel inteligente, dispensando o uso das mãos para acioná-los, foi o vencedor do Concurso Infodeias.


A análise e o julgamento dos trabalhos ocorreram na noite de sábado, na Infofair Brasil. A empresa HBIS e o Sebrae apoiaram o evento.


(Com informações da assessoria de imprensa da Infofair)

O que você achou do que leu na coluna? Comente

TECNOLOGIA DE BLUMENAU LIDERA NICHO DE MERCADO
Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2013

Há cinco anos no mercado de Tecnologia da Informação, a GETT Tecnologia, de Blumenau (SC), apostou em uma solução para a área de comércio exterior e já tornou-se referência no mercado. No terceiro trimestre, cresceu 45%, em comparação com o período anterior.


De acordo com um dos sócios da empresa, foram 26 novos contratos no período, fechados com empresas de diferentes regiões do país.


– O principal estado em que a GETT expandiu seus negócios neste trimestre foi Santa Catarina. Mas também estamos presentes no Sudeste, principalmente em São Paulo – constata Ricardo Stevam.


Além dos novos clientes, a empresa também focou esforços em melhorias do SMARTER, sistema que é o carro chefe da fabricante blumenauense de software. O objetivo, segundo Stevam, é fechar 2013 com uma carteira de 200 clientes, em todo o território nacional. Atualmente são 150.


O foco principal do SMARTER é a emissão de notas fiscais. Integrado com o Siscomex, o sistema reduz o tempo de digitação e trabalho manual, fazendo com que uma declaração de importação se torne uma nota fiscal de saída em apenas alguns cliques. Hospedado em nuvem e 100% online, a ferramenta é modular e personalizável, cada cliente escolhe os módulos que lhe convêm e a GETT faz a padronização das regras de negócio.


LIDERANÇA


A GETT Tecnologia apresenta-se como líder nacional em sistemas de nota fiscal eletrônica para empresas de Comércio Exterior. Fundada em 2008, em Blumenau, o foco da empresa está concentrado no desenvolvimento de sistemas que resolvem problemas reais, simplificam os processos e substituem o trabalho manual, aumentando a produtividade e melhorando a qualidade da gestão de seus clientes.


Com mais de 150 clientes no Brasil, a GETT atende a importadoras, distribuidoras de importados, exportadoras e despachantes aduaneiros, que, no total, já somam mais de 20 mil declarações de importação processadas e mais de 60 mil horas de trabalho manual economizadas.

O que você achou do que leu na coluna? Comente

VOCÊ SABE O QUE É PMO ?
Terça-Feira, 28 de Maio de 2013

O conceito de PMO surgiu entre o final da década de 50 e início da década de 60 e sua principal função era a aplicação dos princípios de gerenciamento de projetos dentro da organização. De sua origem até os dias atuais, a síntese de suas funções continua válida, porém, o que mudou foi a relevância dada a esta estrutura dentro da organização, realizando atividades de alto valor estratégico, seja implantando e gerenciando o processo de governança, aconselhando executivos ou participando do planejamento estratégico.


PMO EM BLUMENAU


A Datainfo, de Blumenau, hoje atende a todo o Brasil e é uma das poucas empresas catarinenses especializadas na metodologia PMO (Project Management Office), onde o gerente de projetos se responsabiliza por todo o processo de contratação de um serviço, da iniciação até o encerramento.


Um exemplo, para ficar mais claro: você tem uma empresa que produz cerveja, mas não os cascos para embalar seu produto. Então você procura uma empresa como a Datainfo, que disponibiliza o gerente de projetos para intermediar essa necessidade. Assim, a empresa contratante não precisa correr atrás de nada, apenas espera pelas soluções que o gerente se compromete a oferecer.


Com 10 anos de atuação no mercado, a empresa de Blumenau oferece diferentes soluções para Gestão de Projetos, abrangendo todas as suas fases - iniciação, planejamento, execução, controle e encerramento. Lembrando que a gestão adequada de um projeto pode fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso de um projeto específico ou até mesmo de uma corporação, no cenário competitivo em que as organizações estão inseridas. Por este motivo, cada vez mais as corporações estão buscando empresas que prestem este tipo de atendimento.


PORQUE CONTRATAR UMA EMPRESA DE FORA PARA A EXECUÇÃO DE UM PROJETO?


– As empresas optam por escolher um escritório de fora da equipe interna para poder ter uma visão mais ampla de todos os pontos que envolvem o processo. Assim, aumentam as chances de sucesso, evitam surpresas durante a execução dos trabalhos, têm os riscos antecipados, otimizam  a alocação de pessoas e há mais agilidade na tomada de decisões – explica o gerente de fábrica da Datainfo, Gabriel Torres Filho.


QUAIS OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DESTE SERVIÇO?


- Padronizar informações, cronogramas, estimativas, relatórios, planos e processos


- Planejar e controlar escopo, custo, prazo e qualidade


- Identificar riscos e definir ações de mitigação dos mesmos


- Melhorar a comunicação e fornecer um ambiente aberto para comunicação


- Disponibilizar e manter metodologia de gerenciamento de projetos


- Estruturar e centralizar as informações


- Ser um centro de apoio aos times de projeto


- Desenvolver modelos de gestão de projetos


- Estimular o espírito de equipe


- Manter histórico dos projetos


- Disseminar os resultados e lições aprendidas


- Realizar comparações de desempenho continuamente


+ Artigos
Todos os direitos reservados © Copyright 2009 - Política de privacidade - A opinião dos colunistas não reflete a opinião do portal